Boato sobre transmissão de HIV em Vitória assusta capixabas

Um boato sobre uma mulher vestida de enfermeira que estaria espalhando o vírus HIV no Centro de Vitória tomou conta das redes sociais nesta sexta-feira (28) em forma de corrente. A história, entretando, é um boato. De acordo com a Polícia Militar, nenhuma ocorrência neste sentido foi registrada.

A mensagem diz que a suposta enfermeira está abordando pessoas e pedindo para medir a glicose e que isso estaria transmitindo o vírus HIV. A mensagem ainda diz que a mulher dizia que era uma recomendação da PM e da vigilância sanitária.

A Secretaria de Saúde do Estado disse, por meio de sua assessoria, que se trata de um boato. Da mesma forma, a PM nega que tenha feito qualquer recomendação nesse sentido. Na quinta-feira (27), o mesmo boato foi espalhado em Manaus.

O Vírus HIV
O Ministério da Saúde tem um portal na internet direcionado a esclarecimentos sobre a AIDS e o vírus HIV. De acordo com o portal, HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

O Ministério da Saúde frisa que ter o HIV não é a mesma coisa que ter a aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

Fonte: Folha Vitória

Comentar esta notícia