Golpe do 14º salário rola no WhatsApp

golpeTem circulado no aplicativo WhatsApp, um novo golpe que promete aos usuários, que trabalharam entre 1998 a 2016, um 14º salário. Os golpistas prometem dar aos usuários até R$ 1760. Segundo a desenvolvedora de aplicativos PSafe, mais de 700 mil pessoas foram vítimas da ação e tiveram os dados pessoais roubados nos últimos dias. O especialista e consultor em segurança digital Gilberto Sudré constatou que o golpe do 14º salário é sofisticado. A mensagem compartilhada possui um link que encaminha o usuário para páginas com a identidade visual da Caixa Econômica Federal. São nessas telas que a vítima dá permissão para que o hacker roube seus dados e o cadastre em novas atividades. Os desenvolvedores ainda pedem a mensagem seja compartilhada com 10 amigos ou 10 grupos de WhatsApp.

“Esse é um golpe bem feito e um pouco diferente dos que espalham vírus porque tem o nome da Caixa Econômica. O que eles [os hackers] fazem, é criar uma narrativa de promoções que vão de perfumes até dinheiro. Criam um endereço falso, pegam informações como nome, CPF e usam esses dados para pagar e comprar coisas”. Sudré orienta os usuários, que clicaram e completaram o cadastro, a instalar um antivírus no smartphone e notar comportamentos estranhos do aparelho, como consumo excessivo de bateria e plano de dados e, também, lentidão. Caso a ação não resolva o problema, o consultor pede para que desinstalem aplicativos e, em último caso, realize um backup de fotos e vídeos e formate o aparelho.

A dica do consultor para não cair em novos golpes é sempre desconfiar. Sudré frisa a importância de estar atento às mensagens recebidas que podem trazer transtorno para o celular e para a vida do usuário. “O usuário tem que estar atento a ofertas que vão além do normal. Eu oriento que a pessoa faça uma busca no Google e ir até o site de verdade da loja para saber se existe a promoção. Desconfie sempre também do nome do site que é enviado na mensagem. Normalmente sites falsos são cadastrados fora do país. É bom ver se tem o ‘ ponto com ponto BR’, declarou.

 

Fonte: Gazeta Online

 

Comentar esta notícia